Rock nacional: bastidores de 14 entrevistas memoráveis

Em 2021, o Rock Cabeça completou 5 anos: são entrevistas inéditas que vão ao ar religiosamente na Rádio Inconfidência FM, todos os sábados, a partir das 21h30. A estimativa é de que mais de 300 artistas já passaram pelo Rock Cabeça, e não só independentes.

Neste post, nós vamos mostrar alguns ícones do rock nacional que também já foram prestigiar os ouvintes do Rock Cabeça ao longo dos anos. Confira.

Arnaldo Baptista

Já começamos a trajetória do Rock Cabeça na Rádio Inconfidência com pé direito (ou melhor, no nosso caso, esquerdo!). Eu me acostumei a encontrar o Arnaldo Baptista durante as manhãs na pista de entrada do Parque das Mangabeiras e, num desses encontros, fiz a proposta da entrevista sobre a caixa especial com todos os seus discos-solo. Esta foto foi tirada por Lucinha, no apartamento que moravam aqui em BH, no Funcionários. Na ocasião, Arnaldo, bastante perceptivo, ficou curioso quanto à minha camiseta do Oasis - e disse que conhecia a banda, para minha surpresa. Conversar com Arnaldo é colher pérolas num bate-papo desproposital em que encontros com nomes como David Byrne e Kurt Cobain são mencionados com a mesma naturalidade que comentaríamos sobre o dono da padaria da esquina.

Biquini Cavadão

Esta foi a segunda visita do Biquini Cavadão ao Rock Cabeça, dessa vez, com direito a uma Sessions. Foi um privilégio ter um dos grandes nomes do rock nacional me pedindo para escolher 2 ou 3 músicas pro "pocket show". O que eu me lembro é do guitarrista Coelho evitando tocar o lançamento "Aonde quer que eu vá", cover de Paralamas do Sucesso, argumentando que no disco estaria bem melhor. Fomos então de "Vento, Ventania", "Janaína" e "Quando eu Te encontrar" (abaixo).

Veja a Sessions com Biquini Cavadão

Nenhum de Nós

Confesso que nunca fui exatamente um fã de Nenhum de Nós, por isso achava particularmente complicado pronunciar o nome Thedy Corrêa, no que fui corrigido pelo próprio. Exausto do giro por veículos mineiros, o frontman abriu um sorriso quando soube que já havíamos divulgado seu novo single na programação da rádio. Um cara superculto, cujo papo evolui para literatura, entre outras artes. Em uma segunda entrevista, no fim de 2020, fizemos outro bate-papo, dessa vez remoto, em que Thedy desabafou sobre pandemia e racismo no Brasil, sendo um dos Rock Cabeças mais elogiados da nossa pequena história.

Veja a Sessions com Nenhum de Nós:

Blitz

Festival Planeta Brasil, no Mineirão, antes do dilúvio. O que seria uma tarde de promissoras entrevistas, acabou se reduzindo a 2 encontros: Blitz e Wilson Sideral, que estavam escalados para se apresentar no início. O que dizer da Blitz, uma das minhas bandas de rock nacional preferidas? Descolado, Evandro Mesquita encerrou o almoço para nos atender.

Wilson Sideral

Um verdadeiro gentleman. Gosto quando o artista em questão contribui para enriquecer a discussão sobre música, citando estilos, influências e tendências. Esse é o caso do Wilson Sideral, que além de ser simpático, educado e alto-astral, é um dos maiores conhecedores de música que já entrevistei.

Sexo Explícito

A ideia de fazer uma espécie de entrevista "revival" do Sexo Explícito veio de uma conversa boba com o John Ulhoa no Facebook. Logo, logo, ele se entusiasmou com a ideia, praticamente fazendo toda a produção. Infelizmente, Rubinho Troll não pode comparecer, mas John arregimentou os 2 ex-bateristas do Sexo Explícito : o saudoso Roger Betoneira e Roger Bacoon. Depois da gravação, fomos dar um alô na programação ao vivo da Rádio Inconfidência. Inesquecível.

Fernanda Takai (Pato Fu)

Fernanda Takai é uma das artistas mais generosas que tive o prazer de conhecer. A imensidão de "FEATS." que já fez é prova disso. Nosso papo começou com Tom Jobim e foi até as colunas que ela tinha no Estado de Minas. Com ela, não há tempo ruim, muito menos afetação. Ela acolhe como ninguém o nosso trabalho - e por isso nunca deixa de ser lembrada. Um doce de pessoa. Na foto abaixo, uma sessão de fotos informal com o parça Tutti Maravilha.

Lô Borges

A foto com Lô Borges é uma constatação de que, sim, eu tremo diante de certas estrelas do rock Brasil. Praticamente um sócio da Rádio Inconfidência, essa foto foi tirada pouco antes da nossa entrevista de fato, por telefone. O que me surpreende em relação a Lô é que ele é um cara extremamente antenado nas novidades: no bate-papo falou sobre a homenagem de Alex Turner, do Arctic Monkeys, como profundo conhecedor da discografia da banda inglesa.

Dado Villa-Lobos

Se existe um cara que dispensa apresentações é o Dado, né? Esta foi uma foto tirada no backstage de um tributo aos primeiros álbuns da Legião e só aconteceu porque ele ficou tocado por eu ter gravado uma entrevista sobre um dos seus discos-solo. Em uma das perguntas, citei uma curiosidade da minha esposa, que não sabia que ele também cantava. Ele riu e disse que cantava sim, mas no "Underground". Tive que repetir a piada na hora da foto, independente da reprimenda de Desirée.

Salma Jô (Carne Doce)

Carne Doce abriria para ninguém menos que L7. Em entrevista anterior ao show, Salma Jô me confessaria que não conhecia a banda. No dia do show, toda a banda estava apreensiva. Chegaram a me dizer, em uníssono, que duvidavam que iriam agradar ao público do L7. Na minha opinião, não deixaram nada a desejar. Essa foto com Salma rolou pouco antes da apresentação deles, com Salma carinhosamente direcionando o meu celular para onde havia mais luz.

Macloys (Carne Doce)

Esse se tornou um grande amigo, além de ser colega de jornalismo. Mac foi entrevistado 2 vezes ao longo do Rock Cabeça, e na segunda vez abriu o coração sobre o caso de estupro que colocou o Carne Doce no rol das bandas "canceladas". Um cara sensato e sincero (além de invejado marido de uma das divas da música brasileira).

Plutão Já Foi Planeta

Rever esta foto, tirada no hall do CCBB-BH, me traz um pouco de tristeza. Isso porque hoje o Plutão Já foi Planeta não tem mais suas integrantes fundadoras. Mas todos são músicos de mão cheia, o que é raro para uma banda consideravelmente pop. Na hora da foto, a também colega jornalista Natália não deixou de reparar, com seus olhos verdes translúcidos, que era o primeiro show que eu havia assistido da banda "até que enfim, né"? A entrevista com Plutão Já Foi Planeta, entretanto, rolou por telefone, com a Natália em plena praia de Natal.

João Suplicy

Se você quer conhecer um cara tímido e calmo, este é o João Suplicy. Nunca vi um artista, que já tem uma estrada, como ele, ter tanta vergonha de responder algumas perguntas. A todo momento, ele se virava para o assessor com uma risada desconfortável. Gente fina, ainda se propôs a executar uma música, escolhida especialmente para o Rock Cabeça.

Veja a Sessions com João Suplicy:

Supla

O meme "esse dia foi louco" se aplica aqui. Trazer Papito para o estúdio do Rock Cabeça foi uma pequena aventura. Conseguimos arrumar um carro para buscá-lo em um hotel do centro de BH, mas ele, em cima da hora, dispensou. Estava tomando todas em um restaurante da zona sul quando se lembrou da nossa entrevista. Preocupado, me ligou e disse que já estava indo, pedindo coordenadas sobre como chegar. Com 2 metros de altura e um traje incomum, quando chegou à Rádio acabou arrastando com ele duas fãs. Me pediu café e água, contou piada para os operadores, perguntou se o irmão já tinha conversado com a gente, mas quando fiz menção a mostrar a foto da entrevista por celular, ele se recusou: "não preciso ver, já convivo com meu irmão demais...". E assim Supla fez a entrevista praticamente sozinho, emendando cantorias e frases em inglês.

Titãs

Se não fosse pela ajuda do meu amigo Júnior, jamais teria conseguido trazer os Titãs atuais para uma entrevista gravada, que iria ao ar pouquíssimos minutos antes do show que fariam aqui da turnê acústica. Depois de ameaçarem não aparecer, acabaram dando as caras e a constatação final do assessor deles é de que a nossa teria sido a entrevista mais completa. Os 3 têm personalidades completamente distintas, sendo Belotto o mais afável. Branco e Britto ficaram irritados quando perguntei se eles ainda eram os Titãs depois de tantas saídas de integrantes originais - e essa é a única pergunta que eu me arrependo de ter perguntado em toda a carreira.... :(

E para você, qual é o Rock Cabeça mais memorável em mais de 5 anos de programa? Conta aí para nós nos comentários!

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!