Livro de rock: 5 novos títulos que você precisa ler

Qual seu livro de rock preferido? Independente de se encontrar em "baixa" hoje em dia, o gênero sempre foi pioneiro em gerar ótimas histórias, concorda? E é muito satisfatório perceber que, aos poucos, o mercado editorial brasileiro também tem notado isso - e a entrevista (no fim deste post) com um editor da Belas Letras que vem relançando, em português, grandes obras do rock é uma prova disso.

No entanto, em se tratando de livro de rock, ainda existe um "gap" enorme entre o que é lançado lá fora e aqui no Brasil. Uma solução honesta é recorrer à Amazon, que tem sempre boas promoções ao estilo leve 3 e pague 2. Ou, quem não liga para o colecionismo, basta baixar os e-books. Não é nosso caso, certamente!

Se você quer algumas dicas de novos livros que não vão te decepcionar, saca só esta lista que preparamos.

John Lennon - 1980 The Last days in the life (Kenneth Womack)

Sim. Eu sou um fanático por John Lennon, a ponto de, em toda viagem internacional que faço, tacar pelo menos um título sobre o ex-beatle na bagagem. E é com esse conhecimento de causa que eu sentencio: "John Lennon 1980, The Last days in the Life" é simplesmente o melhor e mais completo livro escrito sobre o Mr. Winston. Aliás, de tão completo, chega a ser exaustivo, pois a narrativa é quase como um calendário sobre os últimos meses (não dias) do músico. Aqui, temos uma série de detalhes que não sabíamos sobre John, sobre o Dakota e sobre Yoko. Hábitos, medos e inseguranças. O que não há neste livro, por questão estética, é a exploração sobre o seu assassinato, pois tudo se encerra no momento em que John se reencontra com seu algoz. Mas é tanta informação que não chega a fazer falta, acredite. Ah, uma passagem que me marcou? Pouco antes de morrer, numa sessão de remix de "Walking on thin ice", John se virou para Yoko e disse, segundo ela, as coisas mais lindas que um ser humano poderia dizer para outro, e é claro que ela não revela quais foram as palavras.

Forever the People - Six Months on the road with Oasis - Paolo Hewitt

Paolo Hewitt é ninguém menos que o DJ que acompanhava o Oasis em seus primórdios. Segundo ele, este tipo de "disfarce" funcionou para que ele pudesse flagrar alguns dos bastidores mais memoráveis da história dos irmãos Gallagher. Repetindo a fórmula de sucesso do primeiro livro "Getting High", Hewitt resolveu nos presentear recentemente com esta obra, na qual foca em sua amizade com Noel Gallagher, a quem ele trata de piadista nato. Segundo Paolo, Noel poderia cobrar comissão sobre todos os causos hilários que costuma contar - e as entrevistas que lemos na mídia comprovam esse lado impagável do maior compositor dos últimos tempos.

Hit so hard - A memoir Patty Schemel

Depois de ter lançado um belo documentário de mesmo nome, no qual cenas e até uma música inédita de Kurt Cobain aparecem, Patty, outrora baterista do Hole, resolveu também soltar a versão no papel. Aqui, você já imagina: drogas, álcool e altos e baixos no Hole, com alguns remorsos. Porém, temos também a sua sincera amizade de Patty com a família Kurt, que talvez seja o mais interessante de sua história.

Jeff Buckley - His own voice

Este livro é um museu em forma de papel - o que justifica o preço salgado. Tal qual o "Journals" de Kurt Cobain, a obra é permeada de fotos de diários antigos, tickets, roupas, contas de restaurante e hotel, instrumentos musicais, fitas cassete (o cara era eclético) e tudo mais que você imaginar. A impressão mais óbvia era de que ele era um poeta, que assimilava praticamente tudo que acontecia em sua vida e transformava em letra de música. Destaque para as fotos da botina que usava no momento fatídico em que resolveu dar um mergulho no Rio Mississipi.

Red Velvet Underground - Freda Love Smith

Especialmente para o período pandêmico, este livro é uma delícia, com o perdão do trocadilho. Afinal, trata-se de uma leve e bem criativa mistura de receitas gourmet típicas dos Estados Unidos com memórias sobre a vida da ex-baterista do Blake Babies e Some Girls - hoje uma verdadeira chef de cozinha, Freda Love. Para quem não sabe, os Blake Babies são de Boston, e também tinham em sua formação Juliana Hatfield e John Strohm, com algumas participações de Evan Dando. Eles gravaram ótimos discos e se tornaram hoje uma referência do rock alternativo.

Confira entrevista com editor de livro de rock feita pelo Rock Cabeça:

E então, qual livro de rock indispensável que também deveria fazer parte desta lista? Conte pra nós aí nos comentários!

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!