[PREMIERE] As 1001 vidas de el escama

Desde que Yoñlu, o jovem prodígio do rock alternativo gaúcho, tirou sua própria vida em uma transmissão online, não tivemos mais outro jovem de talento similar para criar e recriar belas canções sentimentais dentro do quarto, ou melhor, dentro do screen de chats, usando como inspiração codinomes extraídos do universo geek.

A grata surpresa atende pelo nome de Victor Machado, ou melhor, el escama, que acaba de lançar seu primeiro disco depois de uma longa jornada envolvendo estúdios e seus amigos, incluindo até mesmo o ex-baterista lendário do Engenheiros do Hawaii, o hoje astrólogo Carlos Maltz (que, inclusive, já passou pelo Rock Cabeça):

Tem muita gente envolvida nessas gravações, não necessariamente tocando, mas colaborando das mais variadas formas. Esposa, amigos, irmãs... Minha mãe nos deixou nesse tempo, mas deu tempo dela ouvir o disco inteiro e curtir as músicas. Enfim, foram muitos anos dedicados, muitas memórias e diversas histórias pra contar. Mas não quero repetir esse processo nunca mais. Uma vez já deu! O próximo vou gravar numa paulada só.

Victor (el escama)

Nascido em São Paulo, el escama compõe e toca desde jovem. Sempre imerso em pesquisas musicais, coleção de discos e tendo trabalhado por anos em um estúdio de gravação em Londrina, Paraná, sentiu o desejo de dar vida a um projeto autoral. Para isso, o artista retornou a São Paulo, onde começou a dar forma ao seu primeiro disco.

el escama

Um álbum acima de tudo leve

Em apenas 10 faixas, o disco debut de el escama consegue imprimir uma diversidade de sons, que vão do indie-rock ao pop, da música regional ao shoe-gaze. Já as letras são quase como crônicas de momentos especiais das 1001 vidas de Victor. "É um momento que estou saboreando demais, pois é o primeiro do que (espero!) venha a puxar uma discografia. Sinto um turbilhão de coisas como alegria e orgulho, pois cada canção ali tem uma história diferente na gravação, já que gravei cada música com meses de distância entre elas e vários times diferentes de músicos escalados", afirma.

Segundo o release do artista, as canções do homônimo "el escama" são um punhado de observações sobre peculiaridades e manias humanas numa pegada folk-indie-pop-rock. Muitas faixas são sobre a passagem do tempo e o amadurecimento. Nem sempre com uma visão otimista, o sarcasmo é uma linguagem frequentemente utilizada, mas no fim há leveza mesmo nos temas mais pesados.

Sim, leveza é o que você leva ao fim da audição desta bela obra - e leveza é tudo que mais precisamos neste momento.

Ouça na íntegra o primeiro disco de el escama:

Ficha técnica

Uma produção de Julio Anizelli.

Gravado, mixado e masterizado no Plugue Estúdio em Londrina-PR.

E então, o que achou da sonoridade diferenciada de Victor El Escama? Deixe suas impressões aí nos comentários! ;)

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!