80 anos de Roberto Carlos em 10 covers roqueiras

Pois é, bicho. Falem o que quiserem do nosso rei Roberto Carlos: fato é que não se chega aos 80 sem dividir opiniões e levantar muitas polêmicas pelas curvas da estrada de Santos. Retraído em sua mansão no Rio de Janeiro - onde só atende a telefones fixos e recebe caravanas de fãs na janela - hoje o rei cedeu completamente a suas manias e neuroses, tornando-se uma espécie de metáfora de si mesmo. Sua íntima relação com os dinossauros e (bolossauros) da ditadura e os arroubos autoritários que o fizeram censurar uma ótima biografia também pouco contribuem para tornar o sujeito mais palatável para as novas gerações, digamos, pouco suscetíveis a lavagens cerebrais e velhos ranhetas.

No entanto, é inegável a contribuição do rei para o cancioneiro nacional, e destacamos aqui, em especial, para o rock. Desde que importou o iê-iê-iê para o terreno tupiniquim na época da Jovem Guarda para depois se tornar uma espécie de Lou Reed melancólico do rock nacional, Roberto Carlos goza de créditos suficientes com futuras e passadas gerações. E o tipo de crédito que não se esgota em função dos tenebrosos programas de fim de ano na Grobo ou suas apresentações em cruzeiros para viúvas paramentadas de joias.

Neste post, celebramos o potencial de Roberto Carlos para as composições, algo que ele simplesmente enterrou ao longo da sua carreira, ao tentar ser uma versão cada vez mais pudica de si mesmo. Dá licença, nós gostamos é do Roberto Carlos sexo, drogas e rock and roll. Vem quente que a gente já tá fervendo.

Skank: "É proibido fumar"

Impossível não começar uma lista de covers do Robertão no território rock sem mencionar a melhor versão de "É proibido fumar" já produzida. O mérito é do Skank.

Pato Fu: "Todos estão surdos"

Assim como o Skank, Pato Fu - e especialmente Fernanda Takai - é uma banda que volta e meia reconhece a influência do rei no seu universo, como nessa versão pomposa de "Todos estão surdos".

Barão Vermelho: "Quando"

Se hoje Frejat leva à frente sua versão romântica de crooner, parte se deve à sua admiração pelo rei. A versão de sua ex-banda para "Quando" é uma prova, tal como a versão inesquecível de "Pode vir quente que eu estou fervendo", um ícone da Jovem Guarda.

Biquini Cavadão: "Namoradinha de um amigo meu"

Uma banda com tantas baladas como o Biquini Cavadão certamente tem em Roberto Carlos uma de suas principais fontes de inspiração. Confira nesta versão para um dos hits mais certeiros do rei, "Namoradinha de um amigo meu", ou a origem do emo.

Chico Science e Nação Zumbi: "Todos estão surdos"

A morte de Chico Science é até hoje uma das maiores perdas não só para o movimento mangue-beat, como a música brasileira em geral. Essa versão eletrizada de "Todos estão surdos" era o prenúncio do que o cara ainda poderia fazer em termos de fusão de estilos nacionais (e internacionais).

Titãs: " Querem acabar comigo"

Depois de deixar sua aura punk e investir no território mais popular, era questão de tempo até que os Titãs reverenciassem toda a influência de Roberto Carlos no repertório titânic, como nessa faixa emblemática do disco "As 10 mais".

Nando Reis: "Amada Amante"

Com um disco inteiro composto em homenagem ao Rei, se alguém tinha dúvida da admiração dos integrantes do Titãs por Roberto Carlos, como Nando Reis, não tem mais. Um álbum de covers feito pra se afogar em álcool - e lágrimas.

Cassia Eller: "Sua estupidez"

Cassia Eller também deixou gravada essa relíquia de Roberto Carlos: a terna "Sua estupidez" soa ainda mais sincera em sua voz. Saudade é que chama né?

Pitty: "Se você pensa"

Talvez a cover mais hardcore do nosso Roberto Carlos. "Se você pensa" adquire um punch atual, cortesia de Pitty e seu guitar-man, Martin Mendonça.

Mutantes: "Preciso urgentemente encontrar um amigo"

Sim, os Mutantes também gravaram Roberto - e em ótima fase. "Preciso urgentemente encontrar um amigo" cai como uma luva no repertório da banda paulista, demonstrando um caminho introspectivo e intimista que mais tarde Arnaldo Baptista solo perseguiria.

E então, o que achou do nosso listão das melhores covers de rock do Rei Roberto Carlos? Quem faltou nesse rol? Conta aí para nós nos comentários!

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!