14 Bis em dupla comemoração

Depois de mais de 1 ano e meio de Lives que serviram para engajar ainda mais sua base de fãs, o 14 Bis desembarca, novamente, em seu habitat natural: o palco. São duas datas (20 e 21) agendadas no Grande Teatro do Palácio das Artes em Belo Horizonte, reaberto recentemente. E o que por si só já seria motivo para comemorar, ganha ainda mais relevância: a banda mineira também celebra 4 décadas de existência, desde 1988 com a mesma formação (ano da saída de Flávio Venturini, até hoje em carreira solo).

Para o baixista - e único carioca do grupo - Sérgio Magrão, a longevidade do 14 Bis, mesmo após ter ficado um bom tempo sem gravar músicas novas, deve-se a uma conjunção de fatores, além, é claro, das baladas atemporais que fazem parte do set list de todos os shows. "Tem uma coisa muito importante que é a amizade e o respeito que existe entre a gente nessa convivência de 40 anos, mas acho que a força da música também é muito importante, nós temos os públicos mais diversos, fizemos um show outro dia e tinham 3 gerações assistindo a gente", diz Magrão.

O baixista Magrão e seu 14 Bis (Divulgação)

Os shows que os mineiros vão assistir neste fim de semana fazem parte da turnê “14 Bis Acústico ao Vivo”, que reúne clássicos e sucessos da música nacional e internacional em versão desplugada, misturando o rock com o Clube da Esquina, a música clássica com o progressivo, o country norte-americano com o regional brasileiro e muito mais, sempre ao comando do elétrico Cláudio Venturini (guitarra e voz).

Mas não se engane: a banda não estagnou no módulo acústico. Segundo Magrão, o 14 Bis promete, daqui para frente, um novo álbum mais "pesado": "Com certeza vai ser mais pesado, pois o Cláudio está com saudade da guitarra depois de 2 anos só no violão e a gente também gosta de uma guitarra. Então vai ser pesado e quem vai fazer esse projeto será novamente o Roberto Mohamed. A gente vai gravar e vai ser ao vivo, lançando junto um DVD com essas músicas novas, claro, trazendo as regravações", diz o baixista, finalizando na melhor concepção da máxima "não se mexe em time que está ganhando".

Sobre o 14 BIS

O 14 Bis foi criado no final do ano de 1979 por músicos que já se conheciam e alimentavam a ideia de ter uma banda brasileira nos moldes das internacionais que tanto influenciaram seus integrantes como Beatles, Rolling Stones, The Who, Deep Purple, Yes, Led Zeppelin, Pink Floyd entre outras. Foram também influenciados pelo Clube da Esquina. Ao longo da carreira, o grupo gravou onze álbuns de estúdio, além de seis coletâneas, cinco álbuns ao vivo, participações e três DVDs, o último em 2020.

VOCÊ CONFERE A ENTREVISTA COMPLETA COM MAGRÃO NO ROCK CABEÇA, DENTRO DO PROGRAMA ESSE TAL DE ROCK AND ROLL ESPECIAL 14 BIS NO SÁBADO, 28, A PARTIR DAS 21 HORAS, NA 100,9 FM, www.inconfidencia.com.br

Serviço: 14 BIS Acústico ao vivo

Data: 20 e 21 de agosto, sexta e sábado
Horário: 20h e 21h, respectivamente
Local: Palácio das Artes (Av. Afonso Pena, 1.537, Centro)
Ingressos: a partir de R$40 (meia entrada)
Vendas: na bilheteria do teatro e online pelo site https://www.eventim.com.br/artist/14bis/

E você, é fã do 14 Bis? Qual o último show que viu dos caras? Conta pra nós aí nos comentários!

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!