Do Sexo à Divergência: a poesia do Rock MG 80/90

A ideia desta série, divulgada na coluna Rock Cabeça, dentro do programa Esse Tal de Rock and Roll da Rádio Inconfidência FM, surgiu de um post do John (Ulhoa) – Pato Fu, sobre uma demo de uma de suas primeiras bandas, a Sexo Explícito. Muitos ouvintes já haviam me cobrado uma revisitação a essa fase de ouro – alguns diriam, inocente – do rock independente com cara de mainstream feito em Minas Gerais nos anos 80. De pronto, eu interpelei John: vamos fazer uma reunião do Sexo Explícito aqui, na Brasileiríssima. No que John, sempre empolgado e solícito, topou rapidinho.

cd-banda-sexo-explicito-1991-o-disco-dos-misterios-D_NQ_NP_864101-MLB27521416597_062018-F

1 – Sexo Explícito com John Ulhoa, Roger Bacoom e Roger Betoneta:

Com Rubinho Troll no exterior (observando tudo, por sinal), nosso pequeno projeto teve que se resumir aos demais integrantes, vindos de fases distintas: além de John, os dois bateristas, (dois Rogers, por sinal), o Bacoom e o Betoneira (sucedido por Bacoom). A conversa gravada a seguir tenta mapear o início e o fim dessa aventura do Sexo Explícito que, conforme ressaltei, durou uma década, bem como os Beatles, deixando suas marcas no que é produzido ainda hoje por bandas como Pato Fu. Confira:

2 – O Último Número com Gatto Jair:

Do Sexo Explícito para se chegar ao Gatto Jair foi, com o perdão do trocadilho, um pulo. Hoje um conceituado professor de cinema em Floripa, Jair (Fonseca) era o nosso Jim Morrison, que se debulhava no palco com letras poéticas, muitas que poderiam bem se transformar em trilhas de filme. Na entrevista, ele conta sobre o legado fonográfico dO Último Número, com algumas tentativas de novas gravações capitaneadas pelo sempre atuante Paulo Horta:

3 – Divergência Socialista com Silma Dornas:

Para retratar a Divergência Socialista, fui direto à fonte, é claro. No caso, o brilhante poeta roqueiro Marcelo Dolabela que, impossibilitado de falar, prontamente se colocou à minha disposição, indicando o nome de uma das vocalistas da banda, a Silma Dornas, uma grata surpresa, que trouxe, com muita precisão, o viés feminino para essa conjunção genial de músicos e poetas em plenos anos 80.

E então? Curtiu as entrevistas? Por aqui, seguiremos na série Rock MG 80/90, da próxima vez, trazendo alguns dos nomes mais expressivos dos anos noventa. Quer dar uma sugestão, entrar em contato com as personalidades retratadas aqui? Deixe um alô nos comentários e se liga no Rock Cabeça, todo sábado, a partir das 22h30, na 100,9FM, Rádio Inconfidência!!!!

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!