Rock in Rio: festival de música ou desfile de moda?

Oi, gente! Isa Menta aqui para apresentar mais um Moda e Música, o programa que irá unir os dois universos através de histórias de bandas, curiosidades de artistas, indicações de músicas, filmes e muito mais associado à cultura pop no “Esse Tal de Rock and Roll”.

Sem dúvidas, um dos maiores instrumentos de difusão musical são os festivais. Mesmo que você não saiba todas as músicas de um determinado cantor ou até mesmo não o conheça e vá a um dos dias em que ele irá tocar, você com certeza sairá de lá conhecendo algo novo e por consequência, o escutando. No Brasil, se tem um evento que se tornou um dos mais famosos quando o assunto é esse, foi o Rock in Rio. E para esse primeiro programa de maio, aproveitando todo o alvoroço do último mês com a divulgação das atrações para esse ano e o início da venda dos ingressos, não poderíamos deixar de comentar sobre aqui no Moda e Música!

Agora é o momento em que você com certeza se pergunta onde a Moda se encaixa nisso e eu te digo que esse é um dos grandes questionamentos que cerca o festival durante os últimos tempos. Que esses eventos sempre existiram e fizeram sucesso é fato (mesmo que talvez não com tanta adesão assim por ser um local elitizado de certa forma), mas será que com o tempo eles perderam de um pouco de sua verdadeira essência?

Em época de realização desses festivais (e quando eu digo isso, não me refiro apenas ao Rock in Rio, mas também ao Lollapalooza, Coachella e outros) é bem curioso perceber como as redes sociais mudam e os conteúdos voltados para moda e associados a esses eventos começam a surgir em massa. São inúmeros os vídeos de inspirações de looks no TikTok, Instagram e outras plataformas e a polêmica em torno disso começou a ser gerada. Mesmo sendo comprovado que atualmente a moda é um dos pilares que sustentam esses festivais, além, claro, da música e da arte no geral, a grande questão que se levanta é:

 será que hoje em dia as pessoas vão para realmente curtir os shows e atrações ou para montar produções que irão marcar suas aparições nas redes?

Como amante da moda e alguém suspeita pra falar, particularmente acho interessante ver como esses espaços funcionam como escapes quando se trata de moda. O Rock in Rio é um evento que permite ousar no visual, seja por puro fashionismo ou até mesmo para expressar o amor de um fã pelo seu ídolo através das roupas. É o lugar que permite que haja uma liberdade de expressão maior e também o início de diversas tendências que acabam estourando por aí depois de um tempo. Um exemplo disso foi o próprio Lollapalooza, que viralizou na internet a febre usada por várias famosas dos tênis como croppeds, mesmo que dividindo as opiniões na “vida real”.

Como aqui também falamos de música e ainda seguindo essa linha de raciocínio com as questões que permeiam pelo festival, tem-se uma grande curiosidade. O evento, que vai dos dias 2 a 4 e 8 a 11 de setembro (totalizando 7 dias), apresentou uma line-up bastante atrativa em 2022 com nomes como Justin Bieber, Coldplay, Dua Lipa, Demi Lovato, Post Malone, Iron Maiden, Green Day, Guns N Roses e outros. A aceitação do público foi tanta que no dia 4 (do Justin), os ingressos esgotaram em cronometrados 12 minutos, seguidos dos 27 minutos cravados para o Coldplay, 59 minutos para Post Malone e 1 hora e 4 minutos para Dua Lipa. E como de costume nos últimos anos, um desses dias é destinado exclusivamente para os amantes do rock de verdade. O grande detalhe é que o dia do metal – ironicamente – foi o último a esgotar e daí, mais um questionamento dos amantes do gênero, que começaram a popularizar o termo “Pop in Rio”.

Acontece que para rebater isso, o próprio criador do festival, Roberto Medina, se pronunciou há algum tempo explicando que o “rock” do nome virou uma marca e não necessariamente uma designação dos gêneros tocados no evento. Agora tudo faz sentido, né?

Tratando então dos principais estilos dos artistas que vêm por aí esse ano, temos o pop realmente de uma maneira bem forte através do Justin Bieber, Dua Lipa e Post Malone com seus últimos sucessos, “Peaches”, “Don’t Start Now” e “Rockstar”, respectivamente. Demi Lovato vem enterrando seu pop e entrando no rock como a mesma já declarou em suas redes através de vários hits que compõem sua carreira. Coldplay surge com seu rock alternativo e sucessos como “Paradise”, enquanto Green Day traz o punk rock ao palco Mundo e Iron Maiden, que já marca presença há alguns anos no Rock in Rio, preenche o dia do metal com sucessos como “The Tropper”, “Fear of the Dark” e “Run to the Hills”. Por fim, o Guns N Roses (que eu confesso que tem meu coração), vem com seu inigualável hard rock e clássicos da banda como “November Rain”, “Sweet Child O’ Mine”, “Don’t Cry” e outras.

E você, o que acha dessas questões? Deveria ter mais rock de fato ou é importante o evento se moldar aos gostos da atualidade? Mesmo tendo todas essas opiniões polêmicas que acompanham o festival, não estamos aqui para julgar ninguém e o mais importante é que todo mundo se divirta e consiga ver seu ídolo de pertinho, seja usando looks elaborados ou mais simples, para curtir o pop, o rock ou qualquer outro gênero. O Rock in Rio é um evento muito interessante e acredito que a maior parte das pessoas que já foram, gostariam de voltar, assim como eu.

Eu sou a Isa Menta e esse foi mais um Moda e Música, o programa que irá unir os dois universos aqui no “Esse Tal de Rock and Roll”. Aproveito para lembra-los de me seguir lá no instagram @isaamenta, até próxima!

Ouça (novamente) a coluna Moda e Música da Isa Menta na Rádio Inconfidência:

E na sua opinião, o Rock in Rio, bem como os demais festivais que rolam por aí, são estritamente voltados para as atrações musicais ou a moda tem um papel prioritário em todos eles?

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!