Mamonas Assassinas: 25 anos sem rock (e piada)

Quando os Mamonas Assassinas começaram a fazer sucesso, em 1995, não se sabia bem a que tinham vindo.

Eram uma banda de rock? Queriam fazer deboche de tudo e todos? Era música para adulto ou pra crianças?

mamonas assassinas 25 anos
O início de tudo: Utopia

A música da banda ironizava os valores da tradicional família brasileira, desmontava estereótipos e ainda assim, conquistava a criançada e era unanimidade entre a juventude que queria romper com os valores convencionais e desafiar o senso estético de então.


A irreverência das letras não deixava de lado a crítica social:

“Tava ruim lá na Bahia, profissão de boia-fria

Trabalhando noite e dia, num era isso que eu queria

Eu vim-me embora pra Sum Paulo

Eu vim no lombo dum jumento com pouco conhecimento

Enfrentando chuva e vento e dando uns peido fedorento (vish bunda!)

Até minha bunda fez um calo”

Jumento Celestino

E seus versos foram imortalizados em memes espalhados por uma geração que sequer os viu cantar.

A carreira meteórica dos Mamonas durou menos de um ano. Em 2 de março de 1996, o avião que os levava para São Paulo depois de dezenas de shows pelo país, bateu na Serra da Cantareira, em Guarulhos (SP), e explodiu. Os músicos morreram na hora, deixando milhões de fãs de todas as idades de luto.

Vídeos premonitórios: os últimos dias do Mamonas Assassinas


São icônicos os vídeos em que o vocalista Dinho fala sobre os problemas do avião na véspera do acidente e quando o tecladista Júlio Razek confidenciava ao cabeleireiro que tinha sonhado com a queda do avião.

Um acidente trágico que pôs fim a uma das bandas brasileiras mais ousadas e criativas das últimas décadas, você concorda? Diga aí embaixo, nos comentários!

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!