Os 3 instrumentos de corda mais estranhos do mundo

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que a música é a linguagem universal da humanidade. No entanto, o mesmo não se pode dizer sobre alguns dos instrumentos musicais, com formatos pouco convencionais, acordes estranhos que favorecem performances mais estranhas ainda. 

Além dos tradicionais violão, violino e violoncelo, entre outros, alguns países, como a Rússia, conseguiram preservar certas peculiaridades da sua tradição, trazendo para os dias de hoje instrumentos de corda, no mínimo bastante curiosos.

Agora prepare-se, porque, neste post, você vai conhecer 3 dos instrumentos de corda mais estranhos do mundo. Confira.  

Contrabaixo balalaica 

O que dizer de um instrumento tão grande que quase esconde o músico que o executa? Oriundo da Rússia, criado no final do século 17 e muito usado na música popular russa, o contrabaixo balalaica - um termo russo que significa algo como “jogar conversa fora” - apresenta o estranhíssimo formato triangular, com três cordas, braço trasteado, e normalmente é tocado com palhetas de couro, fazendo com que ele emita um som diferenciado, similar ao de um bandolim. 

A balalaica, na verdade, trata-se de uma família dividida em cinco instrumentos, com propriedades que variam do som mais agudo até o mais grave.

Violão Picasso 

Ainda que você não seja um admirador do pintor Pablo Picasso, aposto que vai achar bem interessante esse violão inspirado nas melhores obras do artista espanhol em seu período cubista. Projetado pela famosa luthier Linda Manzer e popularizado por músicos como Pat Metheny e Brian May (Queen), o Picasso consiste num mix de harpa e violão, contando com 4 braços e nada menos que 42 cordas (e você achava que 6 cordas já era difícil o suficiente?).   

Crwth - Um dos instrumentos de corda mais antigos do mundo

O nome complicado, que só traz consoantes, é muitas vezes confundido com “crowd”, multidão em inglês. Não se sabe, ao certo, a origem desse instrumento, mas tudo leva a crer que ele tenha sido tocado, desde o ano 1800 no país de Gales. 

O som emitido pelo crwth é similar ao violino, e sua caixa estreita lembra o formato de uma fechadura. 

Hoje em dia, apenas quatro exemplares do crwth “sobreviveram” no mundo inteiro, e estão expostos em museus como o renomado Fine Arts, de Boston, nos Estados Unidos.    

Curiosidades à parte, o que esses instrumentos de corda diferenciados indicam é que a cultura e os costumes de um povo têm influência durável na história da música. 

Antigamente construídos de maneira arcaica, hoje os instrumentos dispõem de toda uma tecnologia de fabricação para atender um público consumidor cada vez mais exigente. Portanto, se você estiver procurando um bom instrumento musical para integrar sua coleção, por mais exótico que ele seja, não se esqueça de buscar a assistência de lojas especializadas.    

E então, o que você achou desse post? Ele atendeu suas expectativas ou, na sua opinião, acabamos deixando de fora determinados instrumentos de corda curiosos que cairiam bem nessa lista? Deixe agora o seu comentário e nos ajude a ampliar essa seleção! 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!