Geral sentiu: Letrux em Belo Horizonte

Letrux é um showzão da ‘pohaaa’! Fui já sabendo o que iria encontrar e achei, me encontrei e me perdi também em tantas sensações que aquelas poucas horas de show foram incríveis. Nunca tinha ouvido falar dela e só há três meses a encontrei em uma busca que faço sempre por novas bandas.

Tiro certo! Fiquei ‘hypnotized’ e encantado com todas as letras, o timbre nova Rita Lee, essa mistura deliciosa de rock anos 80, romântico e brega. Letícia Novaes conseguiu de uma forma totalmente contemporânea fazer uma releitura de um estilo passado, mas que tem tudo a ver com os  tempos de climão que todos estamos vivendo. Um acalanto aos nossos ouvidos e a promessa de uma grande cantora.

letrux

Logo que cheguei me deparei com uma fila enorme para os padrões da Autêntica. O evento tava bem cheio e  na entrada já dava pra sentir a ansiedade das pessoas em escutar a Deusa. Toda galera hype e cult anos 90 estavam ali, mais o curso inteiro de belas artes da UFMG e muitos, muitos fãs. Se na entrada já estava lotado, lá dentro todos brigavam por um bom lugar perto do palco.

Como tinha algum tempo que não frequentava o espaço, fui dar uma volta, pegar uma bebida e dar uma olhada ao redor. Tanto na parte de cima, quanto de baixo era muita ferveção e alegria, pude reparar que várias meninas e meninos criaram looks que comunicavam com o universo Letrux.

Não demorou muito e o show começou. A princípio, a banda ficou posicionada em uma luz baixa esperando Letícia entrar. Ela chegou enrolada numa manta vermelha e uma luz também vermelha tomou conta de todo o palco. O público batia palma, gritava e a elogiava de todas as formas. Era visível em seu rosto o espanto por encontrar tanta gente ‘maluca’ que tem aqui em Belo Horizonte, como ela mesmo afirmou; “Vocês são muito intensos”. E fomos. Foi entrega total!

Ela iniciou o show com uma introdução meio ensaiada, mas como ela tem todo esse humor bêbada sarcástica, tornou a apresentação muito engraçada e divertida. O repertório começou com ‘Vai render’ e seguiu a ordem do álbum, mais faixas autorais da época do Letuce e alguns covers. 

letrux

A cada música, o público ficava mais envolvido. Todos gritavam, cantavam e pulavam. Os olhos permaneciam fixos o tempo todo. Escutei de uma menina ao meu lado que queria pegar bebida, mas não tinha forças pra perder um minuto que fosse. E de fato não dava pra perder e nem sair do lugar.

Letícia foi muito  performática: cada movimento era carregado de uma voz forte. Ela tomava conta de todo palco e se jogava por cada espaço. Toda troca de música, ela apresentava uma intro pra próxima com intervenções, textos do livro “Da Poesia” de Hilda Hilst e devaneios próprios como: 

 

“… Eu tenho uma tendência a ser amiga dos espíritos e muita dificuldade em tolerar aqueles que não morreram. Os vivos!”

 

“… Shakespeare era meu tataratataratataravodrastro! De herança eu fiquei só o plágio.”

 

“… Quando eu era criança meu avô era mordomo do Chacrinha, então ele deu uma festa e a Hebe estava na festa. Situações periclitantes poderiam ter acontecido naquela festa, então Hebe pra não ter uma testemunha infantil começou a me dar vinho…”

 

“… Eu sai pela festa gritando; quem está aí? Quem está aí? Esta noite essa pergunta volta, mas ao mesmo tempo eu também fico com muita vontade de perguntar quem está ‘aqui’?” (aponta para o coração).

Uma verdadeira apresentação apoteótica com direito a ela se jogar no final do show em meio ao público.Leticia circulou por todo espaço, passando de mão em mão, fazendo ‘geral sentir’ toda aquela noite estranha e maravilhosa. Ela disse inúmeras vezes o quanto estava impressionada com todo mundo, como foi bem recebida e que estava ‘molhada’ com a galera de Belo Horizonte.

Ao terminar repleta de muitos aplausos, declarações e ‘blusada’ na cara. Ela se despediu de todos sem bis e preocupadíssima com o ponto que tinha perdido quando pulou do palco. Todos queríamos mais, mas estávamos satisfeitos e vivos por ter sobrevivido aquela noite foda de climão bom e boas energias. 

E você, também foi ao show da Letrux? Conta tudo pra nós nos comentários! 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!