Os 3 (ou mais) lados do Daparte

Joe Sumner. James McCartney. Sean e Julian Lennon, entre muitos outros. No rock, ser filho de um astro pode ser um grande impulso inicial na carreira. No entanto, não raro se torna um fardo em função das inúmeras comparações que não cessam em detrimento do que realmente importa: a música. Essa, invariavelmente fica em segundo plano, enquanto a grande mídia se compraz com um editorial menos nobre que envolve a intimidade de pais e mães artistas.

No entanto, pelo menos esse não parece ser o caso do Daparte, banda mineira que tem o filho de Samuel Rosa como integrante, Juliano Alvarenga – cujo o timbre de voz é indefectivelmente igual ao do pai. É que os 5 garotos têm talento de sobra e uma capacidade incrivelmente elástica de composição, que abrange desde as influências mais óbvias (Clube da Esquina, Beatles e o próprio Skank) até artistas seminais, como Crosby, Stills, Nash & Young.

Daparte-crédito-Weber-Pádua

Daparte-crédito-Weber-Pádua

Talvez por isso o Daparte tenha chegado a mim pelas mãos de dois dos caras mais fodas do underground mineiro: Adilson Badaró (Radiotape) e Luís Couto (Devise). Ao me indicarem o Daparte para participar do Rock Cabeça, nenhum dos dois sequer mencionou o parentesco. Se não sabiam que poderia ser um ótimo gancho jornalístico? Duvido que não. A questão é: eles sabem que o que importa para mim é boa música, boas composições.

E mesmo eu descobrindo sobre o parentesco após a entrevista para a Rádio Inconfidência, decidi não usar, em nenhuma chamada, esse mote. Esses meninos merecem reconhecimento próprio.  Afinal, Daparte é mainstream ou underground? Ou ambos? 3 ou mais lados de uma banda que veio para ficar.

Mas o  que acontecerá com o Daparte daqui para frente, depois do lançamento de um grande vídeo-clipe, um álbum, vários shows e entrevistas? Só eles determinarão. Não será Samuel Rosa e gravadoras. Caberá a eles decidirem se se tornarão a nova grande banda pop-rock com sotaque mineiro que o público tanto esperava no vácuo de Skank e Pato Fu, mas para isso precisarão trabalhar com as próprias pernas, vozes e imaginação. Pois, personalidade, eles têm (até demais).

Comprove por si mesmo:

Ouça de novo a entrevista + músicas do Daparte no Rock Cabeça Sessions da Rádio Inconfidência FM:

Confira versão acústica de “Guarda-Chuva” do Daparte no Rock Cabeça Sessions:

Veja o clipe de “Guarda-Chuva” do Daparte:

E aí, curtiu o Daparte? Deixe seu comentário aí embaixo e fique atento aos próximos Rock Cabeça Sessions! Valeu!!!!!!

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!