Reciclando a Banda do Lixo

Desde que o Rock Cabeça se propôs a retratar, também, a rica cena underground da capital mineira, nunca uma banda foi tão comentada, ou melhor, solicitada pelos próprios músicos convidados do programa. A princípio, impliquei com o nome, “Banda do Lixo“, uma vez que lixo, por si só, é algo depreciativo.

No entanto, conforme me aprofundei na história, vi que nada em se tratando da Banda do Lixo era gratuito. Foram batizados assim sem querer em um festival, e resolveram manter o nome que, por sinal, revela todas as verdades que, normalmente, os governantes varrem para debaixo do tapete.

banda do lixo

Em 2017, a história não foi diferente. Um flyer anteciparia o show da Banda do Lixo (que até então, não existia mais). Luiz Sacramento, único integrante da formação original dos anos 70, convocaria Wal Ataíde (Insolentes) e parte do Consciência Suburbana (Ganmit e Christian Antonini) para remontar a Banda do Lixo. Sim,  e não é que os caras ficaram prontos a ponto de se apresentarem no fatídico show?

Riffs afiados e criativos, letras bem escritas que revelam o lado indigesto da nossa sociedade e um vocalista talentoso, que sabe, como ninguém, conjugar humildade com a originalidade do punk-rock. Banda do Lixo é a banda que todos nós precisávamos em 2018.

Confira o Rock Cabeça Sessions com a Banda do Lixo:

 

E agora, veja a Banda do Lixo em ação no Rock Cabeça Sessions:

E então, conta pra nós o que achou da Banda do Lixo, versão 2018, aí nos comentários! 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

  • Marcos Tadeu

    Valeu, mano

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!