[PREMIERE] A cidade é do Bala de Eucalipto

Não se deixe enganar por um dos nomes de banda mais infames que você deve ter conhecido. Bala de Eucalipto não é o título de um trio elétrico, e sim uma banda de indie-rock que veio para ficar. O novo EP "A cidade e as coisas que vivi" é prova concreta disso.

Com clara reverência à banda carioca (e extraordinária) DEF, o EP é recheado de ambientes urbanos, melancolia, amor, amizade e perda, remontando algumas das melodias mais lindas que você ouvirá ainda este ano. Bala de Eucalipto é, por assim dizer, uma nova etapa do rock independente mineiro, ao lado de bandas como Mouk, Flying Cats e Fontanella, entre poucas outras. O baterista João Pedro conta como foi o processo de composição das músicas:

“O Helmer mandou o áudio de algumas composições no whatsapp e conforme íamos ensaiando cada um colocava o que achava legal no próprio instrumento, misturava tudo e as canções tomavam forma. Acho legal esse processo criativo porque podemos aplicar os gostos pessoais às músicas, principalmente variações de ritmo e efeitos na guitarra”.

João Pedro - Bala de Eucalipto

Com versos emotivos, sem deixar de serem elaborados, e acordes de guitarra que remetem à Manchester dos anos 80 e o alternativo dos 90, o Bala de Eucalipto é, com o perdão do trocadilho, um refresco para ouvidos cansados de tanto "mimimi" sonoro e letras inseridas à fórceps na composição que marcaram a nossa produção nos últimos tempos. Cheque por si mesmo:

Ouça o EP do Bala de Eucalipto:

Ficha técnica:

Vocais por Helmer de Castro.
Baixo por Diego Martins.
Guitarras por Helmer de Castro e Henrique Gregório.
Bateria por João Pedro Fernandes. Produção, mixagem, edição e masterização das músicas “Dia de fazer nada”, “Terça” e “Das vezes que te vi a última foi a pior” por Washington Negrão. Produção, mixagem, edição e masterização das músicas “Fahu” e “Desde que pessoas são
lembranças” por Henrique Gregório e Helmer de Castro.
Todas as guitarras, vozes, baixo e bateria foram gravados no estúdio “Toca do Negrão”, em Belo Horizonte, com exceção das guitarras e baixo das músicas “Fahu” e “Desde que pessoas são lembranças”, gravados no home estúdio de Henrique Gregório, em Belo Horizonte.
Foto da capa por Uadi Martins

Confira o Bala de Eucalipto no Rock Cabeça:

E então? O que achou do trabalho do Bala de Eucalipto? Deixe seu comentário abaixo!

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!