City and Colour em BH: Só para fãs

Uma noite para se guardar na história de uma cidade que tem pouca tradição em receber turnês de bandas de rock alternativo internacionais em alta no mercado. A casa de shows Music Hall, na região leste da capital mineira – que causa má impressão generalizada tanto em motoristas quanto passantes por causa da fachada descuidada e cinzenta – ironicamente ganhou COR com o último show dos canadenses do City and Colour no Brasil, banda liderada por um candidato a ícone do indie rock Dallas Green, que tem no currículo outra banda de importante contribuição para o cenário, o Alexisonfire.

city and colour em bh

E a iluminação, com cores em tons preferencialmente escuros de azul e bege, deu um toque extra de nostalgia às canções de Dallas, que fez pouca questão de interagir com a plateia entre um tímido “thank you” e outro. Logo de cara, ficou claro que o City and Colour não faz concessões ao abrir o show com uma longa (e cansativa) faixa: “Woman“. VEJA O SET LIST AQUI  .

O excesso de baladas introspectivas, algo bem no estilo dos californianos do Red House Painters, não atrapalhou um dos pontos altos da noite. Eu me refiro às guitarras sujas de “Wasted Love“, do álbum “If I should go before you” (aliás, a banda tem uma discografia extensa, mas só “The Hurry and The Harm (2013) chegou a ser lançado no Brasil). Bom, então dá só uma sacada na pegada rock de Dallas Green aí embaixo:

Entre músicas desconhecidas (e, por sinal, arrastadas) e quase hits, o fato é que custou para que a plateia que semi-lotou o Music Hall entrasse realmente no clima do City and Colour. A impressão é de que a beleza instrumental e a riqueza lírica do time Dallas Green cairia bem melhor num teatro. No entanto, como se tratava de um público majoritário de fãs, as 18 músicas do set list foram pouco – assim como os diversos modelos de camisetas que se esgotaram em pouco tempo na banca de merchandising oficial.  Certamente uma banda para selecionados, no caso, aqueles que (ainda) sabem apreciar música de alto nível.

city and colour em belo horizonte

Para quem ainda se pergunta como uma banda como City and Colour veio parar aqui, saiba que a vinda de Dallas Green ao Brasil foi possível graças ao crowdfunding idealizado pelo site Queremos, em parceria com majors do quilate da Heineken, na qual os próprios fãs votam nos artistas que desejam ver em sua cidade local. E ao que tudo indica, City and Colour é só a primeira da série de atrações que vem por aí.   Então, é bom ficar ligado, quem sabe seu ídolo está mais próximo de desembarcar aqui do que você imagina?

city-and-colour em bh

E então, você também curtiu o show do City and Colour em BH? Esteve em outras apresentações da turnê na América Latina? Conta pra nós aí nos comentários!

gif city and colour em bh

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!