Apenas boas canções: Lobos de Calla ao vivo

Os cerca de 50 espectadores (entre pagantes, admiradores e apoiadores da cena) daquele que já é um dos shows históricos da mineira Lobos de Calla, no Teatro de Câmara do Cine Teatro Brasil, no centro da capital, talvez soubessem. Porém, quando o show de 1h40 terminou, todos tiveram certeza: hoje em dia, não se faz mais música direto do coração, como parece ser o caso dessa banda que, não por acaso, tem por costume homenagear ídolos, sejam da música, ou até da literatura (Lobos de Calla é extraído do livro homônimo de Stephen King).

Em 8 anos de estrada e várias idas e vindas, a Lobos de Calla tem 3 álbuns na bagagem e a experiência de tocar em todo tipo de palco, e para todo tipo de público em Belo Horizonte. Quem resistiu à chuva (que decidiu despencar bem na hora marcada para o show) e à ressaca de mais um clássico desnecessário no Independência, pode conferir, bem de pertinho, toda a expertise reunida ao longo dos anos por Eduardo Ladeira (vocais/guitarra), Diego Mancini (Bateria/Voz) e Bernardo Silvino (Baixo).

O set list abrangeu não só os 3 álbuns da banda, mas covers escolhidas a dedo: rolou de Strokes a Noel Gallagher, passando por Murilo Antunes (o homenageado da noite). Não fosse pelo jogo de iluminação de Taísa Campos, responsável por deixar a noite ainda mais calorosa, alguém poderia pensar que estivesse dentro da garagem da banda, em meio a uma jam session, na qual 3 amantes do rock de qualidade enfileiravam um hit após o outro, com o cuidado de alinhavar o set list como se fosse um roteiro de…teatro.

Lobos de Calla sentindo o peso da fama.

Lobos de Calla sentindo o peso da fama

Carisma, Bernardo e Eduardo têm de sobra, apesar da timidez mineira, enquanto Diego é a força-motriz da Lobos de Calla, uma precisão técnica tão grande que deixa os 2/3 da banda relaxados para quaisquer aventuras.  Participar de um show da Lobos de Calla, uma banda da qual sou verdadeiramente fã, é um evento que transcende a cena. Nos revela que ainda existe paixão em formas simples como verso-refrão-riffs, e uma paixão que move montanhas, nem que a montanha em questão seja o aluguel de um dos mais importantes teatros da capital mineira.

O retorno financeiro do show é incerto. Na verdade, nas próprias palavras do Bernardo, terminou no zero a zero, o que quer dizer que pagaram o que investiram. No entanto, eles sabem (e sentem) que o retorno intangível é muito maior – e mais duradouro. O que, nessa noite eles realizaram, foi cravar o nome Lobos de Calla no imaginário de todos aqueles que acreditam valer a pena viver e morrer por boas canções. Ainda que sejam apenas boas canções.

Confira o Freestyle com Muab + Lobos de Calla ao vivo no Cine Teatro Brasil:

E então, também curte Lobos de Calla? Foi ao show? Perdeu? O importante é deixar sua opinião aqui embaixo! 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!