6 lançamentos pra Spotify nenhum botar defeito

Não tem nada mais revigorante que fugir do estresse da rotina de trabalho do que acessar o Spotify e deixar o som rolar. E o melhor de tudo é que o aplicativo é atualizado conforme os lançamentos da indústria mundial, trazendo para os ouvidos brasileiros muito material que sequer teria a previsão de chegar por aqui nas lojas, digamos, físicas.

Neste post, você vai conhecer alguns desses lançamentos. Alguns já são conhecidos da moçada, como o The Prodigy e o Blur, que fez uma mega-promoção de “The Magic Whip”, bem aos moldes dos melhores anos do Brit-Pop. Outros, como o queridinho de Taylor Swift James Bay, têm tudo entrar no seleto rol dos preferidos pelo público tupiniquim. Mas, chega de enrolação e vamos ao que interessa:

James Bay – Chaos and The Calm

james-bay-rock-cabeca

Ninguém menos que Taylor Swift declarou em público que seu artista favorito na atualidade é o britânico James Bay. Se a sua primeira reação foi torcer o nariz, pense de novo. O cara é realmente muito bom, com referências a Jeff Buckley e uma pegada mais romântica, estilo John Mayer.

Mumford & Sons – Wilder Mind

mumford-sons-wilder-mind-rock-cabeca

Marcus Mumford fez finalmente a transição do alt country para o rock de arena. Se você espera ouvir o tradicional banjo conduzindo as ácidas melodias do Mumford & Sons, vai se surpreender com “Wilder Mind”e a constatação de que se trata de uma das maiores bandas de rock do mundo.

Blur – The Magic Whip

blur-whip-rock-cabeca

Quem, a não ser o Blur, pode se dar ao luxo de encher um álbum com baladas e experimentalismos? Se lá pelos idos de 2003 “Think Thank” já soava inovador, imagine este “The Magic Whip“. Mas, calma. Ainda há muito espaço para a guitarra suja e requebrada de Graham Coxon.

The Prodigy – The Day is my Enemy

The-Prodigy-The-Day-Is-My-Enemy-rock-cabeca

A batalha é dura. Depois de inaugurar a música techno com clássicos como “Firestarter”, os britânicos do The Prodigy têm a dura missão de reconquistar seu espaço com este “The Day is my Enemy” diante da epidemia de djs EDM’s (Eletronic Dance Music) como Skrillex e Calvin Harris.

Ryan Adams – Live At Carnegie Hall

ryan-rock-cabeca

Ryan Adams dispensa apresentações. Mesclando clássicos como “Oh My Sweet Carolina” às canções do novo disco, este Live at Carnegie Hall – lançado em edição de luxo em discos de vinil –  catapulta o cantor para muito além do alt country  que o consagrou em Gold e Ashes and Fire.

Death cab for cutie –  Kintsugi

death-cab-for-cutie-kintsugi-rock-cabeca

O Death Cab for Cutie que sempre prezou pela discrição, dessa vez saiu do casulo e entregou uma verdadeira gema do indie rock. Ponha o fone de ouvido e viaje com hits de primeira como “Black Sun” e entenda por que os americanos são tão cultuados desde o clássico “Plans“.

E então, o que achou da nossa lista? Faltou algum álbum nela? Qual? Compartilhe com a gente nos comentários.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

ROCK CABEÇA no seu email!

Quer ler mais notícias como essa, diariamente?
Escreva seu email para receber todas as atualizações do site, direto na sua caixa de entrada. É gratuito e sem Spam

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!

ROCK CABEÇA no seu email!

Que tal fazer parte da realeza do rock, com artigos exclusivos sobre os maiores astros e os melhores shows do mundo?

I’m the Prince of Darkness” - Ozzy

Não se esqueça de clicar no email de confirmação!